Insira uma imagem fofa aqui

Já citei que hoje todos os jogos tem elementos de RPG, até os que não precisam ou que precisam mas abusam, mas especificamente as chamadas sidequest ou missão alternativa, uma missão que tem como extra em algum RPG que pode render recompensas extras! Pode ver, nos jogos de luta tem desafios e nos de ação as conquistas ou desafios, basta ver os últimos jogos da série Doom e Street Fighter 5 além dos jogos da série Call of Duty que sempre tem mini desafios! Mortal Kombat de uns 13/16 anos pra cá tem colocado conteúdo adicional que fez a alegria dos fans.

MAS…

Imagine jogos que tem side quest demais como os MMOs Word of Warcraft e Tree of Savior que as ditas cujas são repetitivas, massantes, chatas como uma pizza sabor berinjela ou elas são um teste pra sua paciência e desespero pra você correr atrás de lootbox, gacha, pagar pra vencer com itens raros. MMOs sacanas fazem isso o tempo todo e não parece que  isso vai mudar enquanto houver trouxas no mundo. Por outro lado alguns tem sidequest que a sua comunidade achou chatas como foi Fallout 4 e seu MMO Fallout 76 onde foi mal empregado o sistema de criação de missões aleatórias de Elder Scrool’s 5 Skyrin gerando uma onda de fúria gigantesca de uma fanbase estabelecida e conservadora no que quer pra um jogo (vulgo bebê chorão). Em alguns casos temos os chamados colecionáveis que muitas vezes são itens que são uma missão alternativa por si só e rendem algum prêmio no final…

Mas no caso da série Assassin’s Creed  é só bost… É apenas lixo e ocupa espaço, sério! Basta lembrar das malditas penas que tinha pra coletar aos montes até o 3 º titulo da franquia (que por essas e outras razões é odiado mesmo sendo até que divertido) sofria disso. Mesmo títulos como Assassin’s Creed Odyssey tem missões alternativas que são boas mas tem umas horríveis! Felizmente a Ubisoft ouviu seus fans e pretende sanar isso no Assassin’s Creed Valhalla… Eu espero, pois um ponto sobre Assassin’s Creed é que apesar de falar de heróis mortais da antiguidade ela sempre começa nos dias seguintes em alguém que manda a mente pro passado e essa personagem é o jogador nos dias modernos em que a treta entre os Templários e os Assassinos brinca de Illuminati nas sombras da humanidade. Ai tinha potencial em mostrar esses guerreiros das sombras e as quests e sidequest dessa parte para algo legal… Mas sempre é a pior parte do jogo!

Uma vez discuti com minha família sobre 2 jogos e como a narrativas e side questes de cada um era, como to com preguiça de escrever vou deixar em tópicos

Kingdom Hearts 3

A historia não sera citada porque é uma zona! Múltiplos títulos em diferentes consoles, um monte de personagem inútil, moralidade, entregar coisas importantes em DLC porque o desenvolvimento foi corrido, não citar que os mundo são grandes e belos para explorar de um jeito radical porem nhé demais,  papos sobre luz e trevas envolvendo pseudo filosofia sobre um universo em que o Pato Donald é amigo dos doidos do Final Fantasy mas ainda sim é um bom jogo. Vou falar das sidequest:

Quase não e as que tem são bem chatinhas, basicamente coletar coisas que não mudam muito o jogo.

Chefes secretos que iam de monstros das sombras, monstros menores da Disney e SEPHIROTH! É, tu enfrentava monstros dos desenhos da casa do rato e o maior psicopata dos JRPGs (além de redefinir Sephiroth de um jeito conceitual que nem os criadores originais conseguiram) fora os monstros Heartless que são os inimigos da série. Mas no 3 só tem um que é feinho e outro que vem por DLC, sendo que um deles é importante pra trama… Advinha qual é o que vem no jogo e qual é o de DLC? Dica, não é o chefe secreto que presta!

O jogo te empurra pra   acabar essa joça, parece que nem os criadores dele queriam ele, sério! Cada mundo desse jogo é um filme Disney (alvo alguns que são originais) e são lindos e exploráveis… Mas o jogo não deixa e a narrativa não deixa você retornar as vezes pra explorar alguns mundos sendo que a graça desse jogo  é justamente fazer palhaçada junto do Aladdin e da Elza a vontade.

The Witcher

Essa franquia de RPGs de ação te permite transar em cima de um unicórnio empalhado. ISSO É GOTY absoluto! Melhor jogo! Mas falando sério, a franquia do bruxão começou zuada pacas porque a desenvolvedora não sabia bem o que queria ou como retratar o mundo sombrio e brutal dessa franquia direito. O segundo é um marco e o terceiro é uma obra prima.  Mas vamos falar sobre as sidequests:

Você pode começar uma quest tipo caçar um monstro… SEM FALAR COM NINGUÉM! Sério, você começa a se meter em uma aventura sem notar e ainda é pago pra isso! E se for atrás de uma missão você ainda pode ganhar uma recompensa maior pois poderá negociar o premio pelo monstro! Isso é tão Planescape, Baldur’s Gate, Fallout ou qualquer RPG em que do nada tu altera o mundo só por jogar! Se mais RPGs fossem assim.

A historia principal não é muito afetada e deixa o jogador transar em cima de um unic… (chega dessa piada) ou brigar com bandido e monstros para coletar e comprar muitas coisas loucas. Isso mostra o conceito e dedicação que os criadores nessa desgraça.

Por  aqui chega de delírios da minha parte e espero que o editor não fique achando que sou um hater virgem (bem, a parte do virgem…) espero que goste do que leu e deixe aqui seus cometários cheio de ódio.