E ai meu povo, finalmente,FINALMENTE é encerrada umas das series que mais eu tenho um carinho absurdo, e como não podia faltar aquele sentimento de abandono,quando cai a ficha de que não haverá mais nada sobre os personagens tão marcantes. Até que poderiam ser criados alguns spin offs, porém não é a mesma coisa.Image may contain: 1 person, sky, cloud, tree, outdoor and nature

 

 

Então vamos lá.

Ontem foi ao ar o último episódio da última temporada de Game of Thrones – Crônicas de Gelo e Fogo, pela HBO.

Indo direto ao ponto, foi um episódio delicioso que surpreendentemente, foi o mais próximo possível de como eu penso ser algo que aconteceria nos livros. Começando, por Tyrion vendo James morto, depois o discusso clássico- fascista da Daenerys,seguindo pela dolorosa cena do Jhon matando a Dany e depois do dragão Drogo chorando em agonia, e logo após derretendo o trono de ferro.

Em seguida os Lords de Westeros restantes, são reunidos em King´s Land para decidirem a reforma da previdência do rolê, e novamente Tyrion entra em cena, como de praxe, tem um dos melhores discursos/atuações by far, de toda a série.

Merece até uma gif

Agora a parte que deixou muita,MAS MUITA, MUITA MESMO,MUITA GENTE PUTASSA com o final do episódio, e eu eu tenho algumas coisas a falar sobre isso.

Esses 2 anos entre a 7ª e a 8ª temporada devem ter feito muita gente se esquecer de acontecimentos básicos da serie, tanto que reclamaram de um final que estava sendo desenhado desde sempre.Por exemplo, Tyrion deixando a razão de lado e traindo Varys. Gente, ele se casou duas vezes com prostituta, a primeira deu extremamente errada, não feliz ele foi lá e fez de novo,e deu pior ainda. Ele é inteligente,mas ao contrário do que muita gente  acha, já se demonstrou falível de várias formas.

Daenerys SEMPRE demonstrou que quando o sangue dos Targeryen fala mais alto, ela é infelixível, vide ela vendo o Karl Drogo virando ouro derretido no irmão dela, ela ameaçando a cidade (Astapor eu acho), que se não os ajudassem iria incendiar geral. Na época, ela ainda não tinha 100% consciência do seu poderio, daí quando os Dragões ficaram grandes e ela viu o que eles poderiam fazer, o que acha que aconteceria?

A frase de Harvey Dent (Batman O Cavaleiro das Trevas – Nolan – 18 de julho de 2008), nunca coube tão bem como aqui: Ou você morre herói, ou vive o bastante e vê você mesmo virar vilão.

Assim como Harvey nunca viu Gothan em paz, Daenerys nunca conseguiu sentar no trono.

Daenerys podia ser jovem, mas desde pequena passou por muita coisa, desde tentativa de assassinato, até ser usada como moeda de troca por adultos para conseguir influência, e por ai vai. Ou ela iria consgeuir o objetivo e passar o bastão para alguém, ou aconteceria o que de fato aconteceu.

Eu vou falar sobre os Reis e Rainhas no final.

Sinceramente, a galera esperava uma narrativa mais épica-literal tipo Senhor dos Anéis(sim ,é isso memu!) , algo mais redondo , todos os planejamentos durante as temporada fossem acontecendo conforme o previsto, mas DESDE SEMPRE, foi mostrado o contrário.

Eduard Stark planejava protejer o Rei e foi morto.

Arya planeja matar muito mais pessoas, quase acaba morrendo,e acabou por não completar as sua lista.

Tyryon só queria transar e beber.

Stannis Barateon só queria ser um bom rei.

e por ai vai…

Se enchergarmos desde o começo, lá quando receberam a carta anunciano a chegada de Robert Barateon a Winterfell, muita coisa rolou.

Jhon era só um moleque revoltado, com a alcunha de Snow (bem melhor que bastardo, convenhamos), e que no impulso de raiva + Alcool, resolve ir para a patrulha da noite.

Sansa era uma menina mimada, que colocava os seus interesse em primeiro lugar. Iludida com um mundo, como se tudo foi um grande romance. Mundo esse que bateu tão forte, que a deixou dura feito gelo do Norte, onde a mesmo passou a reinar.

Arya já era ligeira,com uma certa ingenuidade(normal até para a sua idade), do tipo que aprende rápido. Focada , incisiva e leal não tinha como não cair no amor da galera.

Tyrion foi um dos que poucos que mudou, talvez até porque já começa na história como adulto, mesmo assim grande parte das cagadas que ele comete, tem como base certos traumas causados por sua familia.

 

Você deve estar se perguntando: Eu vi a serie, por que está descrevendo tudo isso que já sei?

Daí lhe respondo,meu caro Watson.

Exatamente por causa de como as coisas terminaram.

Tudo que aconteceu foi bem feito na produção da serie?

Nããããão

Houveram decisões precipitadas e covardes?

Siiiim

Falaremos sobre algumas delas now.

Eu me lembro de ter lido algumas vezes que, as pessoas teorizavam o Bran sendo o rei da noite de fato. Por isso não me adimira o grande volume de reclamções do final.

Já disseram a origem do Rei da Noite  incasáveis vezes, não faz o menor sentido pensar isso.

Cara, ele basicamente é o Google em forma humana, além de pode passar o poder adiante, para novos reis e rainhas. É o melhor que se pode ter em questão de administrar um lugar.

Porém, entretantos, todavia, contudo isso, o que rolou com o Rei da Noite, para mim foi de fato decepcionante, não o rei em si propriamente dito, mas pelos seus subcomandantes, que ficaram só na pose mesmo,não se mostrando úteis, (não sei por que, não houve protesto por parte dos soldados rasos ¬¬). O problema nem foi como o rei morreu, mas como o corpo principal do exército se comportou, Não fizeram nada.

Mesmo se houvesse o clássico clichê, de os personagens principais,lutarem com os subcomandantes, eu já ficaria feliz…

 

Outra coisa é a desgraça do Winter is coming…zzZZZzzZZZZZZzzzzzzzzzzZZ

Mas que budega, se a desgraça do inverno está mesmo chegando, onde diabos foi parar nesse final?

A serie começa dizendo que o verão mais duradouro está acabando, e que um verão grande,significava um inverno maior ainda, logo após. No momento em que receberam o corvo brando da cidadela, foi o anúncio de que o verão mais longo já registrado havia acabado, porém o inverno foi só um friozinho de Campos do Jordão… falha no engano. A temporada termina com o sol raiando e os Starks sempre estiveram errado… zzZZZZzzzzzzzzzZ… vão ter que mudar a frase da casa.

Não repassar sobre as 3 traições que a Daenerys sofreria ,prevista nas casas dos imortais, lás pelas 2ª ou 3ª temporadas:

three treasons will you know… once for blood and once for gold and once for love…’

três traições irá conhecer…uma por sangue, uma por ouro e outra por amor…

A única que ficou claro pra mim foi essa do Jhon, de resto é muito subjetivo.

Cara isso era mesmo necessário.

PS: Rolaram falhas durante toda a serie, porém por grande parte das reclamações, me pareceram mais algo que não gostariam que acontessesse, ao invés ser erro de produção em si. Há uma grande diferença entre ambos.

Seguindo para a parte final do episódio, basicamente os novos reis e rainha seguiram o destino construídos a ferro, fogo,sangue e frio.

Por causa do conhecimento adquirido e ser de uma família nobre, Bran foi  uma ótima escolha para ser o rei de Westeros(6 reinos). Durante o discursso do Tyrion que deixou claro ele(Bran) não possuir nenhuma ligação com a Daenerys,pois assim o povo não ficaria com o pé atrás com a monarquia e nem esperar mais outro massacre,porém o próprio Bran solicitou a Tyrion ,que ele seja mão do novo rei para obter redenção pelo erros cometidos.Todos estavam orgulhos, aceitando o novo rei ,esperançosos , musica começa, sim pra todos os lados  e etc…, quando num detalhe pequeno, mas bem significativo. Um ponto que chegou da vez da Sansa dizer sim, ela questiona a conversa toda, e exige que Winterfell seja um reino independente,como fora outrora. Isso foi algo definitivo para eu ter a certeza  de que ela não se deixa mais levar por emoções tão fácil, e que passou a ter bons olhos para identificar as intenções das pessoas, qualidade completamente necessária para uma rainha de um reino como o do Norte. A ideia dela,seria o Jhon Snow  governar Wasteros, enquanto ela ficaria com o Norte ,mas como já dizia o capitão nascimento: quem disse que a vida é facil?

Por ter matado a Daenerys (y.y) … *soluçando*… ele foi poupado, porém foi banido do reino de Westeros, e seguiu mais ao Norte, pegando de vez assim o manto de Rei para-lá-da-muralha. Onde sempre se sentiu confortável, ali e com os já extintos patrulhas da noite ).

Todos seguiram o caminho previamente contruido, menos a Arya, que até pensei que morreria, porém ela se tornou exploradora dos Starks, muito útil a casa e condiz com a história da família,pois antigamente havia um dos mais famoso construtores de barcos dos 7 reinos na época: Brandon Stark.

E é isso meu poulvu, queria dizer que foi sensacional ter o privilégio de poder acompanhar esse seriado maravilhoso, bem adaptado, com seus alto e baixos, mas sempre mantendo a sua exência , nunca saindo pelo mais fácil,e sim sempre dentro do seu excelente contexo, mundo de fantasia,com doses cavalares da natureza humana.

Esse é o Game of Thrones incrível, fará falta e que venham os últimos livros agora , que prometem nos deixar mais angustiados.

Bora Martin, termina essas biroscas ai.

Eu sou Rogério, além de fã de GoT ,na minha play list de música tem desde Tim Maia, até Lamb of God.

Game of Thrones

A primeira temporada da série estreou em 17 de abril de 2011, na HBO, nos Estados Unidos, e a oitava e última temporada estreou em 14 de abril de 2019, e terminou em 19 de maio de 2019.
Baseado em A Song of Ice and Fire de George R. R. Martin
País de origem Estados Unidos
Idioma original Inglês