Olá super amiguinhos!

Esse ano esta bom pra heróis, bom pra heróis passarem vergonha!

Com o jogo dos Vingadores da Squere Enix sendo um baita mal exemplo (justamente no ano que eles fazem FF 7 Remake e a equipe escolhida é o time do Tomb Raider é bom lembrar), de jogo que além de feio, bobo e chato só quer fazer dinheiro sendo jogo de serviço/caça-níquel. Tá soda amiguinho, e ainda fazem uma DLC/expansão/golpe de marketing safada do Homem Aranha pra PS5 estrelada pelo assistente do Aranha Peter, o Aranha Miles (esse pelo menos tem cara de ser bom né? Porque sacanear o Robin do Homem Aranha não dá!) em aventura solo em busca de seu mestre (ou algo assim). Esses 2 jogos fazem os fans de joguinhos e homens sarados que usam cuecas por cima das calças bem divididos:

O time 1 aceita que ta tudo indo bem e ta cheiroso e gostoso. Uma era dourada pra ser nerd.

O time 2 acha que ta tudo uma merda e que vão copiar o método/design/filosofia de criação e gestão canceroso usado em League of Legends e Overwatch e isso deixa muitos nerds, em especial os velha guarda p### da vida.

O time 3 tem vida social e tem coisa mais importante pra fazer na internet, tipo assistir Netflix, Boku no Piko, Tik Tok e 2 Garotas e um Copo.

O time 4 que é eu só quer que eles esqueçam os Vingativos da turma do Final Fantasy e façam valer MUITO a pena a aventura do Miles, porque veja bem, usar um herói negro pra vender algo é uma boa tática no mercado moderno. O ruim é ser só isso e esquecer que o Miles é mais que o fiel escudeiro do Peter, ele é um rapaz com vocação pras artes e sofreu um tipo de preconceito e problemas pessoais bem diferentes de seu mestre e sua trajetória e poderes são distintas em algum ponto do Amigão da Vizinhança. Como fan de gibi quero que abordem esse lado do Miles e entendam que ele não é simplesmente um ajudante negro e alegre de um herói branco. Vamos lá Sony, tenho fé em você.

Mas porque falar disso? É que hoje (22/08/2020) saiu uma previa de Gotham Knights, o novo jogo do Batman e ele não parece ser bom, parece o Vingadores da Squere Enix e isso não é bom, e veja bem, o jogo do Esquadrão Suicida já esta meio que sendo anunciado que esta indo por esse barco saca? Depois da franquia Batman Arkhan que foi um marco sem precedentes nos jogos de heróis eu vejo quase um regresso nessa área.

No mercado de jogo de anime sempre foi meio bunda na hora de fazer jogos tal qual o mercado ocidental era, só que os ocidentais aprenderam a lição e começaram a fazer jogos bons sobre vigilantes e outros tipos de quadrinhos (Walking Dead Telltale e Conan Exiles que o digam) e ver isso ai que estão me mostrando? A ultima vez que fizeram um jogo tipo League of Legends com heróis foi Infinite Crisis e aquilo morreu mais rapido que o tio Ben! Não f**** esse nicho engravatados, é perder dinheiro!