Oi, eu sou o LoneWolf!

Para quem não me conhece, fiz as primeiras capas dos podcasts do Ideia Errada e faço capas também para o CrazyCast, nossa concorrente, além de tentar por N vezes, participar de um podcast do Ideia Errada, mas sem sucesso.

Depois de algumas mudanças e quase uma saída da equipe, chegamos a conclusão que poderia escrever algo para o site e bem…vamos tentar, né?

E o primeiro assunto da “coluna” (?) é: Cavaleiros do Zodíaco não dá dinheiro no Japão!

É muito comum na área de comentários de notícias dos sites otakus (e agregados), alguns otakus afirmarem que Os Cavaleiros do Zodíaco (Saint Seiya) não faz mais sucesso no Japão e/ou não dá dinheiro, mas a verdade não é bem essa e tentarei explicar só através dos últimos acontecimentos.

Para quem não sabe, após o cancelamento do Lost Canvas (da animadora TMS/Sega), a TOEI Animation (animadora do anime clássico) voltou a produzir animes para a franquia, veio Ômega, Soul of Gold, Saintia Shô e agora o exclusivo Netflix: Knights of the Zodiac.

Eu não vou entrar em méritos sobre a qualidade de cada material, mas vejam, desde o cancelamento, a TOEI já investiu em 4 séries de animações, fora o filme A Lenda do Santuário, então já começamos a pensar: Como uma franquia que não dá dinheiro está recebendo tanta animação e investimento?

A resposta está no último balanço trimestral da TOEI Animation, vide abaixo:

Fonte: TOEI Animation
Disponível em: http://corp.toei-anim.co.jp/files/IR/32_3Q/202003_3Q_keisu.pdf. Acesso em abr. 2020.

Como diz o gráfico no balanço, a série no primeiro trimestre de 2020, faturou mais ou menos 10 milhões de reais no mercado doméstico, 19 milhões de reais no mercado internacional e 11 milhões no mercado internacional (mas esse só relacionado exclusivamente a animes e filmes), no caso do valor internacional, só perdendo pros medalhões Dragon Ball e One Piece, mas com faturamento em média de 40 milhões de reais, não é pouco dinheiro (lembrando que é apenas no primeiro trimestre de 2020).

Claro que é um valor pequeno diante dos 2 primeiros colocados no mercado internacional ou dos 3 primeiros no mercado doméstico (Pretty Cure é uma franquia que rende muito por lá e já teve uma temporada recente focada em constelações) ou mesmo de medalhões de outros estúdios, como Naruto, Bleach (Pierrot) e My Hero Academia (Bones), mas lembrem-se, a franquia dos Cavaleiros de Atena já tem praticamente 35 anos, enquanto as atuais só criaram uma fan base após a popularização da internet (Lembrando que Dragon Ball entra nessa categoria, pois na primeira vez que passou na Tv, o SBT cancelou com apenas 60 episódios televisionados), com média de 20 anos de franquia.

Muitas franquias antigas não conseguem esse faturamento, na verdade, nem algumas novas conseguem esse valor, vide 2 apostas da Shueisha (editora que publicou Os Cavaleiros do Zodíaco): Samurai 8, de Masashi Kishimoto (autor de Naruto) e Toriko do Mitsutoshi Shimabukuro por exemplo.

“Ahhhhhhh…mas isso prova que Cavaleiros não faz sucesso e nem rende faturamento grande…!”, alguém ainda pode dizer isso, mas além de tudo isso citado acima, podemos ver que a franquia segue viva, desde o renascimento da série com os OVAS de Hades em 2002 (quase 18 anos), inspirando outros animes como Pretty Cure, citado acima, o Super Sentai com Kyurangers (outra franquia da TOEI), Bleach (no qual o autor já se declarou fã) e pasmem… Masami Kurumada, autor de Cavaleiros, influenciou até Akira Toriyama (Dragon Ball).

Cavaleiros pode não ser mais o mega sucesso que foi um dia, mas afirmarem que a franquia não tem um bom faturamento ou que não faz mais sucesso no Japão, é uma total falta de informação, principalmente para quem se considera Otaku!

Não vou prolongar, pois ainda tem as recentes parcerias com a China (série, filme, jogos), além de collab em jogos (Puzzle Dragons x Saint Seiya, Monster Strike x Saint Seiya e o recente anunciado Puyopuyo!! Quest, além de jogos comemorativos como Jump Force e os próprios mobile (No Brasil consta 4 jogos lançados)), entre outras, mas afirmo que a franquia está muuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuito longe do que estão chamando de “fracasso”!

Aqui é LoneWolf e deixo vocês com essa primeira coluna (?), veremos se teremos uma segunda ou como será tudo isso, mas obrigado por terem lido até aqui e até a próxima!

E você, já sentiu o cosmo?

Obs: Pessoal, nosso colunista Edson Shad está lançando seu primeiro livro de terror, quem gostar do gênero, mais que recomendado.

Link para compra: https://www.quimeraproducoesliterarias.com/pagina-de-produto/livro-primitivo-edson-shad-pr%C3%A9-venda